Jogos de Hoje:

Invencibilidade de 11 jogos termina na hora mais errada possível para o Timão

Derrota dolorosa na Copa do Brasil revela limitações e escolhas arriscadas
Invencibilidade de 11 jogos termina na hora mais errada possível para o Timão

A dor de uma eliminação é algo que todo torcedor conhece bem. E para nós, fanáticos pelo Corinthians, essa eliminação na Copa do Brasil foi um golpe difícil de absorver. Foram 11 jogos invictos, uma sequência que parecia imbatível, mas infelizmente ela chegou ao fim quando não podia. Vanderlei Luxemburgo, o técnico com suas escolhas por vezes questionáveis, finalmente teve que encarar as consequências do pragmatismo. No Morumbi, o São Paulo levou a melhor com um placar de 2 a 0, e nós, torcedores do Timão, fomos obrigados a encarar a dura realidade da eliminação.

Luxemburgo tem suas estratégias, suas decisões, e é claro, suas limitações. Essas limitações sempre estiveram lá, mesmo durante a fase invicta. No confronto contra o São Paulo, essas fraquezas foram expostas cruelmente, diante de um adversário que estava muito mais organizado e ciente da importância de uma semifinal de Copa do Brasil. A equipe entrou em campo parecendo que não estava lá para jogar, e quando finalmente tentou jogar, já era tarde demais. E até mesmo Luxemburgo teve que reconhecer isso.

Desde o início do jogo, o Corinthians esteve correndo atrás, não apenas do São Paulo, mas também das circunstâncias. Essa pressão começou muito antes da partida, quando o ônibus da equipe teve suas janelas quebradas a caminho do Morumbi. E para piorar, o trajeto até o estádio demorou mais do que o esperado, impactando o aquecimento e a preparação dos jogadores. Uma jornada tumultuada, que infelizmente refletiu na atuação em campo.

Luxemburgo optou por uma escalação com três meias, similar à do confronto anterior contra o Coritiba, que já tinha dado errado. A ideia era fortalecer o meio-campo, anular o São Paulo e manter a vantagem do jogo de ida o máximo possível. Contudo, a intensidade do adversário no primeiro tempo deixou o Corinthians completamente à deriva. E Luxemburgo admitiu:

"A estratégia que criei foi sabendo que o São Paulo viria para cima. Tornei o time mais marcador, mas não conseguimos sair. A diferença do jogo foi que o São Paulo correu a 200 km por hora no primeiro tempo e nós corremos a 20. A intensidade deles fez a diferença."

Essa partida nos mostrou o quanto o futebol pode ser imprevisível e cruel. A derrota foi uma lição dura, mas também uma oportunidade para avaliar nossas escolhas e buscar melhorias. Temos outros desafios pela frente, a Copa Sul Americana e a luta por uma vaga na Libertadores pelo Brasileirão. Agora é o momento de juntar os cacos, apoiar nossa equipe e continuar acreditando, afinal, somos torcedores fanáticos do Corinthians e nossa paixão nunca diminuirá. O Timão sempre terá nossa energia e apoio incondicionais.

#natashateicorinthians, #nofutnews, #nofutnews, #nofutnews